segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

DEVIR


confirmado: não tenho vergonha nesta alma la

vada / por mais q patrulhe ature idéias

conspiratórias

basta ver olho d gato um vestido no varal

feito flâmula arfando de calor frase do

Lorca escorada na porta

vontade dominante faz cócegas língua coça

corpo esquenta arrebenta coração por tudo

q vi verei vivi ou não

voz de vô dizendo arrependei-vos enquanto é

tempo / dedos apontando você está vertical

mente enganado

mas sou de lua ainda q eu fosse da Índia e

alguém concordasse ser isto falta de escrú

pulo / ex-tudo / fraqueza nos músculos

continuo a teimosia de mudar de opinião

Um comentário: