domingo, 2 de dezembro de 2012

Sobre as aulas de Filosofia






"A Filosofia como uma arte do viver". Uma aula de filosofia, diz Deleuze, deve colocar o pensamento em movimento. É, entre as disciplinas, senão a única, uma das poucas onde todo um território de experiências é possível. Tenho experimentado com meus alunos o que ouvia dizer como impossível na prática: o uso da pedagogia proposta por Paulo Freire: estabelecer um diálogo entre suas experiências de mundo e a visão de alguns pensadores da tradição. De fato, qual a pertinência de conhecer toda UMA história da Filosofia para alunos do ensino médio? (Aliás, faço o mesmo questionamento até mesmo para filósofos "profissionais". Acredito que o diálogo com a tradição estimule um pensamento singular, mas este só é possível com a ousadia de assumir pontos de vista sem se prender a todo um referencial de rodapé em cada frase que dizer). 

Tenho feito - ou ao menos tentado - em minhas aulas propor modos diferentes de avaliação, de se pensar a educação e mesmo de se repensar como deve ser uma aula. Pensar forma e conteúdo. Convidar os estudantes para que recriem constantemente significados para o devir nosso de cada dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário